Voltar para Notícias
Category: Ensino fundamental I, Ensino fundamental II, Ensino infantil, Ensino médio, Família 0 Post Date: 3 de setembro de 2019

Colégio conta com médico e enfermeiras para cuidar dos alunos

Dr. Paulo atende aluna com indisposição

Pensando na saúde e segurança dos alunos e na tranquilidade de pais e/ou responsáveis, o Colégio Maria Montessori mantém, em seu quadro de colaboradores, um médico e duas enfermeiras, que se revezam durante os turnos e os eventos realizados aos finais de semana. A equipe de profissionais prioriza o uso de chás para sanar as diversas queixas dos alunos. O uso de medicamentos é feito sempre em último caso, após contato com os pais.

O clínico geral Paulo César Cavalcante conta que a ida dos alunos à enfermaria geralmente tem relação com indisposição, dor de cabeça e mal-estar. “O chá é o nosso carro chefe. Ele não tem efeito colateral e resolve mais de 70% das situações que chegam até nós. Evitamos usar drogas. Usamos apenas quando percebemos que o quadro realmente demanda o uso de medicamento”, afirma o médico.

Somente pela manhã, uma média de 60 alunos costumam procurar a enfermaria diariamente, com as mais variadas queixas. Durante todo o dia, são cerca de 90 a 100 atendimentos. Eles geralmente tomam o chá, relaxam um pouco no ambiente mais tranquilo e silencioso e, em seguida, voltam para as salas de aula.

O uso de chás é sempre prioridade na enfermaria do colégio

“A enfermaria acaba sendo uma válvula de escape para os alunos maiores. Eles vêm pra cá, relaxam um pouco e se sentem melhor logo em seguida”, pontua o Dr. Paulo.

Quando o quadro exige um pouco mais de atenção, os pais são comunicados imediatamente para que compareçam ao colégio. O contato com os responsáveis também acontece caso haja a necessidade do uso de medicamentos. “Nós entramos em contato para saber se o aluno é alérgico e se pode tomar determinado medicamento”, destaca o médico.

Ao manter em seu quadro os profissionais da área de saúde, o Colégio Maria Montessori reafirma o compromisso com os pais, no sentido de ofertar não só aprendizado, mas um cuidado contínuo às crianças e adolescentes.

Sempre que necessário, pais são contactados pela equipe de profissionais

Voltar para Notícias